5 de setembro de 2010


Dessa vez eu não estava nenhum pouco preparada. Me pegou de jeito. Foi um tiro certeiro no meu coração. A dor é das piores possíveis, parecesse que meu coração foi arrancado com as próprias mãos, esfaquearam ele e depois tiveram a coração de pisotea-lo e depois dar de comida para os peixes. Eu queria te apagar do meu pensamento, e principalmente jogar fora todo esse amor que eu ainda sinto por você. Foi simplesmente um banho de água fria. Um choque de realidade. Meu Deus por que comigo ? Por que é sempre assim ? Não sei a explicação disso, qual a droga da graça de ficar terminando sempre que algo fica diferente entre nós, caramba vai se ferrar. Eu tenho sentimentos, agradeceria muito se você se importasse um pouco mais com eles. Que raios de amor é esse ? Cara, eu não sei porque eu levei tão a sério esse amor, você fica nesse vai e vem na nossa relação, acho que somos bem grandinhos, ou melhor somos bem grandinhos pra ficar namorando igual criança, porque criança termina por bobeira. Mas você prefere desistir de tudo, de mim, ao invés de tentar mudar as coisas, talvez terminar seja mais fácil, mas já pensou o quanto séria chato se sempre as pessoas desistissem de tudo que não conquistassem com facilidade. Estou decepcionada com você, o que ocupa o lugar do meu amor por você agora é a raiva, o ódio, os sentimentos mais ruins que alguém poderia sentir. As lágrimas agora saem por vontade própria, as cicatrizes agora se tornaram feridas que nunca mais iram se fechar, eu não consigo mais acreditar que você vai voltar. São dúvidas mais cruéis ainda que me atormentam, são inseguranças, são medos, são dores que parecem que nunca teram fim. Eu te entreguei a chave das portas do meu coração, e você entrou como um furacão e acabou com tudo e o que restou foram algumas lembranças boas que com o tempo se tornaram lembranças que eu nunca quis ter. Me apaixonei, me entreguei pra ti, fiz promessas de amor, jurei pelas estrelas do céu que te amaria para sempre. Mas o que aconteceu contigo ? Com o seu ''eu te amo eternamente meu amor, eternamente'' foram palavras, promessas lançadas ao vento. Hoje eu só existo, a partir do momento que você me mandou embora para sempre eu deixei de viver. Foi embora e como não foi suficiente só ir embora, levou contigo o meu coração e minha felicidade. Sou apenas uma alma que vaga pelo mundo em busca de alguém que sinta algo verdadeiro por mim. Eu estou péssima, ao ponto de querer colocar um fim em tudo, e depois no dia da minha morte eu não quero que você apareça pra chorar e muito menos pra dizer que sempre me amou. Quem ama luta até o fim, e você desistiu de nós no começinho da luta. Acho que já não entendo mais nada.

Um comentário:

  1. Minha história em off,se resume em tudo que tu escreve minha diwa :/

    ResponderExcluir